CATEGORIA

Biópsia em Belo Horizonte

Conheça alguns serviços de Biópsia em Belo Horizonte e região.

Mais Sobre Biópsia em Belo Horizonte

Biópsia (ou biopsia) é o procedimento cirúrgico no qual se colhe células ou um pequeno fragmento de tecido orgânico para serem posteriormente submetidos a estudo em laboratório, visando determinar a natureza e o grau da lesão estudada. Também podem ser examinados líquidos, secreções, esfregaços e outros materiais orgânicos. Praticamente todos os órgãos e componentes corporais podem ser biopsiados: músculospele, ossos, líquidos, secreções, etc. O termo biópsia vem do grego, bios = vida e opsis = aparência, visão.

Quais são as indicações para se fazer uma biópsia?

Os exames de imagem fornecem uma visão da morfologia ou funcionalidade dos órgãos ou de partes do corpo e os exames bioquímicos oferecem algumas comprovações indiretas do funcionamento intrínseco deles, no entanto, a morfologia das células e tecidos depende de uma análise microscópica de amostras retiradas das pessoas. Assim, o mais comum é proceder-se à biópsia naquelas pessoas com suspeitas diagnósticas de doenças que podem provocar alterações morfológicas nas células e tecidos, como os tumores, por exemplo, ou para estabelecer um diagnósticodiferencial entre enfermidades assemelhadas. Esse exame diagnóstico é indicado tanto em enfermidades simples, como as verrugas, como nas mais graves, como o câncer. Embora o termo biópsia sempre desperte certa apreensão nas pessoas, a maioria delas revela situações simples e benignas. Em doenças infecciosas a biópsia pode ajudar a determinar o agente causal. Em doenças autoimunes uma biópsia ajuda a confirmar ou informar as alterações esperadas em órgãos ou tecidos. Uma biópsia também pode ajudar a avaliar a gravidade da lesão e a evolução do tratamento. Em lesões de malignidade suspeita ou confirmada, as biópsias ajudam a estabelecer o grau histológico de neoplasia e a determinar a natureza, taxa de crescimento e agressividade do tumor, ajudando a elaborar o plano do tratamento e a prever o prognóstico da doença.

Quais são as complicações possíveis da biópsia?

De uma maneira geral as biópsias são procedimentos simples, realizados em ambulatório, mas algumas podem demandar internações. As complicações dependem do tipo de intervenção, mas num sentido geral pode ocorrer agravamento de lesões por excesso de manipulação, hemorragiasinfecções e/ou formação de fístulas.

Quais tipos de biópsia existem?

Existem vários tipos de biópsia, dos quais aqui se descrevem os mais comuns. O tipo de biópsia a ser realizado depende do tipo de lesão, do órgão a ser estudado, da hipótese diagnóstica e de condições pessoais do paciente:

  • Biópsias externas: quando feitas em lesões superficiais, geralmente salientes na pele ou mucosas.
  • Biópsias internas: feitas por incisão ou punção às cegas ou ecoguiadas (guiadas por ultrassonografia) ou por endoscopia.
  • Biópsias perioperatórias: feitas durante uma cirurgia.
  • Biópsias incisionais: quando é retirada apenas uma parte da lesão.
  • Biópsias excisionais: quando é retirada a lesão inteira.
  • Biópsias por aspiração: quando o material a ser examinado é aspirado por uma seringa ou instrumento semelhante.

Como se realiza uma biópsia?

Em geral as biópsias são realizadas sem necessidade de internação. Apenas em poucos casos a hospitalização pode se impor. Uma biópsia bem feita começa com uma adequada coleta do material. O profissional deve escolher a melhor área da lesão a ser biopsiada, a extensão correta de coleta e o material a ser colhido. O material colhido deverá ser conservado em solução de formol e posteriormente enviado a um laboratório de patologia, para avaliação e emissão de um laudo histopatológico. No caso de tecidos, o patologista fará fatias microscópicas deles, as tingirá com tinturas especiais e as fixará em uma placa de vidro a ser examinada ao microscópio. Os prazos necessários para que se possa produzir esses laudos variam de acordo com o tipo de lesão, do material a ser analisado e o procedimento técnico adotado. O prazo médio oscila entre sete e quatorze dias, podendo chegar a um mês em casos de exames mais sofisticados. Nas biópsias feitas durante uma cirurgia, o cirurgião costuma ter um resultado provisório, durante o próprio ato cirúrgico, para orientar o prosseguimento da cirurgia, mas um resultado definitivo só é possível alguns dias depois. As biópsias podem ser orientadas por imagens de ultrassonografia, radiografia, tomografia computadorizadaou ressonância magnética, que ajudam a determinar o local exato em que o material deve ser colhido.

Para que serve uma biópsia?

Uma biópsia serve para esclarecer um diagnóstico se ainda restarem dúvidas depois da história clínica, exame físico, dados bioquímicos e de imagens.

Em casos de tumores, além de definir o diagnóstico, podem estabelecer a malignidade ou não deles e o grau histológico em que se encontram.

Avaliar os resultados do tratamento.

Atendimento via WhatsApp

Seja Bem-vindo(a), nosso site horario de funcionamento é das 09h ás 18h, mande seu recado!